segunda-feira, 28 de maio de 2007

Lamento

Não imaginas como dói.
Quanto custa apagar-te desta memória que teima lembrar-te a cada segundo.
Ficarás sem saber o vazio que se impoe em troca do teu abraço.
E é assim que fico hoje: Vazia.
Em cada lágrima tento esquecer o que deixaste em mim.
Em cada lágrima tento recuperar o que sobra de mim.

Morrer é também renascer.
Talvez consiga seguir em frente... Talvez não...

Talvez agora consigas ser feliz!

4 comentários:

thunderstorm disse...

o que importa é que possas ser feliz! Isso sim é o importante!

Beijo

sm disse...

Não sou. Não serei tão cedo. Não consigo. Não conseguirei tão cedo.

Morri. Quando matamos alguém que vive em nós morremos também...

gingerbread disse...

serás feliz sim, um dia, ou se não tu, algum outro eu que nasceu em ti...
A dor está lá sempre, mesmo quando não pensamos nela... por isso resta-te aguardar que amonize.
Ou mais dificil, tratar as feridas com alcool, que arde, mas é eficaz, desinfecta...

sm disse...

ginger,
Desta vez não foi com alcool... foi com tintura de iodo! Quando arde é a sério.