sexta-feira, 9 de maio de 2008

Palavras para quê??


People Die Alone by =raun on deviantART

Ontem dei comigo a pensar que as pessoas são como as palavras.
Nascem, crescem, inventam-se, modificam-se mas no fundo acabam sempre por significar a mesma coisa todo o longo da sua existência.
Uma palavra pode ser embelezada como alguém com uma roupa mais cara mas a sua essência e significado serão os mesmos.
Mas o mais giro de tudo é por exemplo o efeito "sotaque".
As palavras são as mesmas mas ditas de forma diferente, tal como as pessoas que por vezes têm atitudes diferentes ao que são realmente. Ou então as mesmas palavras são usadas para dizer coisas diferentes porque a origem de quem as diz é diferente também.
Serão as pessoas o que dizem ou serão as palavras meros instrumentos para o que as pessoas são?
Se uma junção de palavras forma uma frase e cada frase dará por vezes um sentido diferente às mesmas palavras, então um ser humano quando se junta a outros também sofre uma alteração de estado e passa a ser um grupo, os seus objectivos e significado serão diferentes daqueles que terá como pessoa única.
Se pudéssemos definir uma pessoa com uma palavra que palavra escolheríamos para nos definir??
E seria alguém capaz de ser definido por uma única palavra?? Ou seria alguma palavra capaz de ser definida por alguém??

Aqueles que investigam, descobrem, usam e conhecem as palavras em toda a sua grandeza serão também capazes de conhecer a essência de uma pessoa??
E quando se conhece a essência de alguém serão necessárias palavras para o explicar??

Ok... Eu esqueci-me de vos dizer... Ontem tive uma espécie de crise existencial...

4 comentários:

Zaza disse...

Nunca tinha pensado nesse ponto de vista. Realmente é provavel que queiramos parecer quem queremos ser, mesmo que não o sejamos. Não sei exactamente em que campo falas mas... tens o teu «Q» de pensares assim... doida ;)

mystique disse...

Zaza,
Em todos os campos!
Pensa um pouco comigo:
Uma palavra nasce de outra palavra.
Uma pessoa nasce de outras pessoas.
Uma palavra deve o seu significado às suas raízes.
Uma pessoa é como é também devido ao seu passado.
Uma palavra quando se junta a outras palavras forma frases e expressões que por vezes até contradizem o próprio sentido da palavra.
Uma pessoa quando se junta a outras pessoas muitas vezes altera o seu comportamento ou a sua maneira de pensar pela troca de informações que se dá.

Mas a palavra em si, será sempre essa palavra pouco importa como a escrevemos ou dizemos.
E a pessoa será sempre a mesma quer mude de postura, de fato ou de situação social.

No fundo somos apenas palavras... :o)

The True Rodinhas disse...

Resumindo, as palavras são o resultado da soma do uso que se lhes dá...

Será que isto se aplica às pessoas?

Né mystique?

Beijos

mystique disse...

Rodinhas,
Eu creio que sim... Por acaso o post sa sm tem muito a haver com o silêncio e esse é o meio mais perfeito de comunicação que conheço.
O olhar não lê mas imagina a essência da(s) palavra(s), assim como as pessoas por vezes olham sem ver realmente quem está diante delas, ficando-se pelas aparências ou regindo-se pelo "status" das pessoas.